Redes Sociais para captação de talentos


O fenômeno das redes sociais já marcou presença nas organizações brasileiras, onde,  utiliza a internet como ferramenta da Gestão de Pessoas para interagir com o mercado de trabalho, com o objetivo de facilitar os processos de captação e retenção de talentos.
A utilização das redes sociais proporcionam baixo custo, assertividade e rapidez nos processos de recrutamento e seleção realizados pelas empresas, isso acontece porque minimizam-se as distâncias entre candidatos e empresas, ampliando não apenas o número de candidatos, mas também a diversidade cultural entre os mesmos.
As possibilidades de ferramentas disponíveis na internet que contribuem com o processo de recrutamento e seleção são extensas, portanto, é importante saber onde encontrar o profissional que atende as necessidades da empresa, utilizando a mídia social mais indicada. Para tanto, vale conhecer as características da ferramenta a ser utilizada, evitando com isso, desperdício de recursos e buscas aleatórias, comprometendo o resultado do processo. No Brasil, as ferramentas mais utilizadas pelos profissionais da área de Gestão de Pessoas são: Linkedin, Orkut, Facebook e Twitter.
Essas redes já foram conceituadas no post anterior, porém é importante apontar duas particularidades não tratadas no post anterior sobre o linkedin: 1ª – Por ser uma rede com foco profissional, ela disponibiliza um “mapa de sua rede profissional”, dando uma dimensão real de sua rede e de sua influência. 2ª – Este “mapa” está sendo utilizado como estratégia de contratação de profissionais que irão facilitar as relações de negócios no futuro. A questão é: Até que ponto essa tomada de decisão pela GP é correta? Como a GP está tratando os profissionais da geração “X” ou Baby Boomer que não são adeptos das redes sociais, mas que são extremamente influentes?


Links para esta postagem |

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

Como usuário pode tirar proveito da internet?

Você ainda duvida que a internet é uma “rede de pessoas”?
Inicialmente, quando era denominada web 1.0,  a internet se apresentava estática, onde, o ambiente virtual  possibilitava uma comunicação unilateral, ou seja, alguém postava uma noticia e o usuário era limitado ao ato da leitura solitária.
Nos dias atuais, a internet, agora denominada web 2.0 possibilita uma comunicação bilateral, onde, alguém posta uma noticia e o usuário não apenas tem conhecimento do fato, mas, pode interagir com quem postou a noticia e com os usuários que realizaram a leitura e comentaram a mesma, além do mais, ocorre a possibilidade de contribuir, complementando com fatos não mencionados anteriormente.
Por esse motivo, o ambiente virtual é caracterizado por colaborativo e interativo.
Um erro comum é pensar que um perfil na internet é um cartão de visitas, ou uma foto meramente ilustrativa. O  seu perfil é “você”! Não adianta fantasiar, na tentativa de parecer o que não é, lembre-se, o que você escreve, fala ou as imagens postadas é que vão dizer quem você é e como se relaciona com as pessoas (físicas/jurídicas).
A internet oferece muitas possibilidades, tanto para empresas como para pessoas, não pense que apenas as empresas devem se preocupar com seu marketing no ambiente virtual, isso é um erro grave e primário.
Lembrem-se, caiu na rede é alvo e pode ser fisgado, positivamente ou não. Então,  é bom informar aos desavisados, que muitas empresas estão utilizando a internet como ferramenta para captar profissionais em seus processos seletivos.
Que vantagem você pode tirar disso?
Você pode ser fisgado por uma dessas empresas, para tal, é necessário que você esteja navegando nos lugares “certos” e que mantenha um perfil  idôneo, isso significa, cuidado com as comunidades que você faz parte, com a linguagem utilizada, evite agressões, intimidações, apologia a violência de qualquer natureza e mentir. Não espere chamar a atenção dessas empresas com mentiras, elas serão descobertas e você será excluído.
Algumas sugestões para tirar proveito da internet:
Possibilita pesquisa de vagas no mercado de trabalho através do campo de “busca” na parte superior da página (lado direito), tente pesquisar por “vaga de emprego”. São muitas as opções e ainda podem ser filtradas. Também pode ser utilizado pelas empresas na busca de candidatos.  Além de contribuir com quem deseja ganhar dinheiro, criando um perfil e postando fotos  com descrição e valores de seus produtos ou serviços.
 

Utilizado como ferramenta de relacionamento. Podendo ser utilizado como página para divulgação de noticias, tutoriais, informações ou venda direta de  produtos e serviços, além de possibilitar ganhar dinheiro com link patrocinados - são  anúncios existentes no blog que conduzem os internautas que clicam no link a página do anunciante.

 
 
Outra rede social muito utilizada no momento.  Também pode ser utilizada nos processo seletivos, além de buscar vagas no sistema de busca, você pode seguir empresas que costumam divulgar vagas e concursos. Outas opções para utilização do twitter é para divulgação da marca, ferramenta de monitoramento, além manifestar insatisfação com algum produto ou serviço.




 Tanto o Facebook como o Linkedin são redes sociais adequadas aos profissionais. Utilizadas para manter uma rede de relacionamento com profissionais da mesma área ou não, mas que possibilitem negócios ou contratações por indicação. Utilizadas por grandes empresas em seus rocessos seletivos por disponibilizarem de profissionais com qualificação mais elevada.



Quer saber o que existe na internet sobre você , sua empresa, produto ou serviço? Acesse o Google, digite seu nome, ou o nome da empresa que deseja saber e conheça o que existe naquele momento disponível no ciberespaço.
Quer acompanhar o que estão falando na internet sobre qualquer coisa? Utilize o “google alertas” uma ferramenta gratuita que pode contribuir  com o monitoramento desejado, basta se cadastrar indicando o que pretende receber como resultado. Existem outras possibilidades mais eficiente (pagas).


Links para esta postagem |

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

Negócios na web - modismo ou tendência?


Para muitos, simplesmente denominado de “negócios na internet”, porém o que menos importa são as denominações e sim os números que envolvem esse ambiente virtual em estrondoso crescimento multifacetado.

Quando menciono “negócios na web”, não estou me referindo à empresa virtual, aquela com atividades exclusivamente em ambientes virtuais, a exemplo das empresas.com ou e-commerce, mas sim a empresas com estrutura física em algum centro comercial em um dado município que através de ações promovidas no ambiente virtual, obtém considerável aumento em seu faturamento.

O ambiente virtual proporciona vantagens e desvantagens, o risco está presente em qualquer opção de negócio, vejamos alguns prós e contra:

Entre as vantagens, observamos:

1 – Acessibilidade: seu público terá acesso a sua comunicação 24 horas por dia, sete dias por semana e 365 dias por ano, ou seja, você se relaciona com os consumidores de forma ilimitada;

2 – Baixo custo: essa comunicação estabelecida inicialmente vai se multiplicando, sem que seus custos aumentem, isso ocorre porque o número de usuários cresce devido à comunicação ser repassada para outros usuários.

Entre as desvantagens, podemos citar:

1 – Falta de interesse de seu público-alvo: é necessário que haja uma regularidade quanto à ação promovida, caso contrário o usuário perde o interesse, para isso deve-se estabelecer previamente um planejamento com orientações de um profissional de marketing digital ou com sólidos conhecimentos em ambiente virtual. Imagine uma determinada empresa, que se lança no twitter e diariamente proporciona promoções ou noticias interessante e após um período de regularidade, passa a realizar suas postagens (twitadas) uma vez por mês, depois a cada dois meses, certamente não despertará mais o mesmo interesse dos seus seguidores.

2 – Se as ações não forem bem estabelecidas , poderão ter efeito contrário.

Sabe por que o seu negócio não deve desprezar a web? Porque nos dias atuais se compra mais computadores que televisão, porque o rádio levou 38 anos para atingir 50 milhões de usuários, a TV levou 13 anos e a internet apenas 4 anos. O Facebook (rede social) em apenas 9 meses conquistou 100 milhões de usuários.

A verdade é que os números não param de crescer, a cada segundo o número de usuários utilizando a rede mundial de computadores é espantoso, será mero modismo? Talvez. Mas, não podemos ignorar as mudanças ocorridas no comportamento do consumidor.

Analisando aspectos entre modismo e tendência, convido vocês a refletirem um pouco sobre ambos. O modismo é passageiro, chega de repente, parece uma febre. A tendência costuma chegar sutilmente, é estranha na visão da maioria e aos poucos passa a fazer parte das idéias e dos hábitos das pessoas. Não tenha pressa, reflita, avalie acontecimentos, converse com amigos a respeito, depois tire suas próprias conclusões.

Você não pretende promover ações na internet de seu negócio?

Excelente. Mas não deixe de procurar saber o que está sendo postando sobre seu produto, sua marca, seu negócio ou até sobre você na internet, existem meios de monitorar essas ocorrências, tais informações, contribuirão com suas decisões gerenciais.

A internet dispõe de um imenso leque de opções para se promover um negócio no ambiente virtual, entre elas destacamos algumas opções gratuitas como blogs, twitter, facebook, e as opções pagas como site institucionais – aquele onde você apresenta sua empresa, produtos ou serviços ou sites comerciais – aqueles que são destinados exclusivamente a venda, além dos serviços de monitoramento (pagos e gratuitos).

As possibilidades são muitas, porém não é aconselhável utilizá-las aleatoriamente, seu negócio conhece seu cliente? Em que ambiente virtual ele navega? Quais suas preferências? Seu público pode ser encontrado no Orkut? No Twitter? Ou em ambos?

Um bom planejamento em marketing digital irá orientar seu negócio.

Você não tem um negócio formal?

A internet também pode ajudá-lo a divulgar seus produtos e serviços. Aguarde, traremos dicas no futuro.

Você não tem negócio algum e nem pretende ter?

A internet pode ajudá-lo a localizar a tão almejada vaga no mercado de trabalho.

Você já está no mercado de trabalho?

Então cuidado para não “pisar na bola”, conheça a postura ideal para utilização da internet no ambiente de trabalho. Ou, encontre novas oportunidades.

Nos próximos artigos (posts), abordarei os seguintes temas:

1 - Como os usuários comuns (pessoa física) podem utilizar a internet ao seu favor;

2 - Campanhas de marketing na internet que superaram expectativas (cases nacionais);

3 - Compra coletiva: que novidade é essa?



Links para esta postagem |

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

Sua empresa está sendo espionada...


A grande maioria das empresas modernas contam com a informática como ferramenta indispensável para tornar ágil seus processos, mas, será que a gestão de sua empresa está preparada para lidar com crimes cibernéticos? Em fevereiro deste ano escrevi um post sobre o assunto, e já chamava a atenção dos gestores para conhecerem mais sobre crimes cibernéticos.

Quando o assunto é segurança corporativa não podemos pensar em custos, mas em investimento. Muitas empresas sofrem conseqüências graves, muitas vezes irreparáveis relacionadas a invasões indesejada em seu sistema, e ao pensarmos em invasões de sistemas, nossa primeira reação é pensarmos em grandes empresas, principalmente, as que atuam no setor financeiro, como bancos. Não se iluda "gestor", a espionagem é fato dos tempos modernos, e não é privilégios de grandes empresas, a modalidade mais conhecida é a "espionagem industrial", quando existe roubo de tecnologia. Outra modalidade é a Ciberguerra, aquela que ao desligar o sistema, faz toda a empresa deixar de funcionar como bancos, telefonia e até mesmo sistema de defesa porque todos funcionam através de satélites.
Na edição 975 da revista Exame, Luiza Dalmazo entrevista um ex-agente especial do FBI que afirma que o Brasil será alvo de espionagem, devido ao bom momento que se encontra a economia brasileira, atraindo golpes e ataques virtuais.

E será que proibir pen-drives ou acesso de alguns sites resolve? Nem sempre, até porque a grande maioria das invasões é bem planejada por cibercriminosos, portanto, a vulnerabilidade da empresa é o que realmente conta, não se pode combater esse tipo de crime com “amadorismo”. Pense nisso, esclareça seus profissionais, funciona mais que simplesmente proibir.




Links para esta postagem |

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

Midias sociais: práticas potiguares


Recentemente, participei do Encontro de Pesquisa e Extensão – ENCOPE da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN (2010) em parceria com a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), onde apresentei o resultado de estudo com o tema: “Comunicação Corporativa Contemporânea: mídias sociais, novas práticas empresariais”.
O estudo em questão, identificou como as organizações potiguares estão se portando diante das mídias sociais. As transformações ocasionadas pela web 2.0 são perceptíveis, inclusive, influenciando nas formas de se relacionar. O mundo corporativo se rende as mídias sociais, tornando-se mais competitivo. O mundo dos negócios presencia um novo processo de comunicação, para França (2007, p.13) “a globalização requer uma renovação nos paradigmas da comunicação organizacional, um caminhar lado a lado das novas ferramentas de produção e administração adotadas pelas empresas”. As empresas nacionais, dos mais diversos segmentos fazem uso da internet para promover suas marcas e estreitar o relacionamento com seus clientes, fornecedores, colaboradores e acionistas. As ferramentas utilizadas são as mais variadas, permitindo o compartilhamento de idéias, experiências e perspectivas, onde o grande diferencial é a interação entre os usuários. O estudo avaliou a utilização das mídias sociais na comunicação corporativa contemporânea, através de levantamento dos tipos de mídias sociais mais utilizadas pelas organizações potiguares, além de conhecer os critérios de escolhas dessas mídias. Para realização de coleta de dados, a pesquisa foi distribuída em duas etapas, on-line e off-line. A etapa on-line contou com divulgação da pesquisa em rede, acessos aos endereços de Blogs, Orkut, Twitter etc., avaliando o conteúdo e linguagem utilizada nos posts. Na etapa off-line, os critérios utilizados para mapeamento das empresas pesquisadas foram as revistas Empresas TOP Mossoró e Natal (2009).
Foi utilizada uma mostra de 10% do universo de 201 empresas na pesquisa, onde foi constatado que 75% das empresas dispõem de site e dentre os ramos de atividade 25% não possuem qualquer ação voltada à internet, entre os setores que mais investem na web destacam-se educação, construtoras, hotéis, supermercados, lojas de artigos esportivos e hospitais. São incontestáveis as mudanças sociais ocasionadas pela internet, o acesso à informação acontece em tempo real, proporcionando um leque abrangente de opções. Para Terra (2008, p.36), “Formas de comunicação inovadora, mobilidade total e colaboração são as palavras que definem o momento”. As organizações devem conhecer melhor a Web 2.0 e suas ferramentas para tornar sua comunicação mais estratégica, afinal, os formadores de opinião, consequentemente, indivíduos que afetam seu negócio estão conectados a rede e cada vez mais atualizados e exigentes. No Brasil, os números relacionados a redes sociais são muito expressivos, as empresas estão descobrindo formas de contratar profissionais, expor suas marcas e se comunicar. A pesquisa apontou que as ferramentas mais utilizadas por empresas potiguares são twitter 25%, blogs 15%, orkut 10%, outros 10% e 40% não responderam. Cada empresa tem propósitos distintos quanto às mídias sociais adotadas, no entanto, 75% apontaram o boca-a-boca como maior propósito. Já com relação ao retorno previsto, 35% prevêem que ocorra em longo prazo, 40% médio e 25% não responderam. Quanto aos critérios de escolha das ferramentas utilizadas 50% afirmam ser por inovação, 10% indicação e 40% não respondeu. A adoção das redes sociais por empresas potiguares é tímida, mas, o desconhecimento de como se portar no ambiente virtual e de manipular essas ferramentas ainda é o maior obstáculo.
O resultado deste estudo, originou um segundo estudo sobre a utilização das mídias sociais na “educação”, uma vez que a pesquisa anterior apontou o setor como o que mais investe em mídias sociais no Rio Grande do Norte. Diante desse contexto, foi realizada nova pesquisa utilizando os mesmos critérios de mapeamento anterior, onde os resultados do estudo foram apresentados no III Congresso Científico da Universidade Potiguar – UnP (2010), com o tema: “Comunicação Contemporânea Educacional: mídias sociais, novas práticas educacionais”.
De acordo com dados avaliados, 100% da amostra possuem site, dentro desse universo, todos contam com design moderno, espaços para postar vídeos, área restrita, informativos, e recados, porém, foi observado que o espaço de recados não oportuniza réplica às criticas, sugestões ou elogios, o que caracteriza uma comunicação unilateral. 77% das instituições desconhecem o fato dos docentes manterem blogs e 22% das instituições afirmaram ter conhecimento de que alguns docentes mantêm página na internet, mas, desconhecem o endereço. Dentre os blogs avaliados, 30% são editados por docentes de disciplinas da grade curricular comum do ensino médio (português e filosofia) e 70% da grade curricular de disciplinas especifica (técnicas secretariais e administração), além da disciplina de comunicação na graduação.
Conforme analise dos dados, fica evidente que a relação entre docentes e instituições de ensino encontra-se distanciada, podendo, através de esforços conjuntos obterem melhores resultados. A escola 2.0 ainda não é realidade potiguar, a falta de conhecimento impossibilita a ação dos docentes no ambiente virtual, além da cultura das instituições. O grande desafio é conquistar a atenção de alunos da era digital, mantendo uma cultura tradicional. A pesquisa não evidenciou a utilização da internet focada em algum projeto significativo, envolvendo escola e comunidade, o que demonstra a subutilização dos equipamentos e da rede.
Em ambas as situações, observamos que o maior obstáculo é sem dúvida a falta de conhecimento, no entanto, vale salientar que não foi observado nenhum esforço que possibilite uma ação futura. Devemos atentar, que tanto as organizações como as instituições de ensino estão lidando com nativos digitais (termo utilizado para caracterizar indivíduos nascidos a partir da década de 90 – já utilizando o computador), isto posto, torna-se relevante, não apenas saber como chamar sua atenção, mais como prender a atenção, além de ter conhecimento do que falam esses nativos sobre as marcas e produtos que consomem.
No caso das instituições educacionais a responsabilidade torna-se ainda maior, pois devem promover orientações sobre a utilização das ferramentas disponíveis no ambiente virtual, evitando uso inadequado da ferramenta e da rede, minimizando os efeitos nocivos aos alunos, como pesquisas inadequadas ou aliciamento no ciberespaço.
Em ambas as situações, o ideal é optar por uma política de utilização da internet, estabelecendo diretrizes e proporcionando orientações.


Links para esta postagem |

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

Quer pagar como? Real ou Digital?


Uma novidade está chegando ao Brasil em agosto/2010, conforme prevê Camila Fusco em sua matéria na revista Exame edição 969. A novidade promete "facilitar" a vida dos consumidores digitais. Não estamos falando de Dotz, Bits, Q-coin, ou seja, não trata-se de acumulo de pontos de fidelidade para trocar por mercadorias, ou quitação de compras em vidas virtuais, mas, de uma modalidade de pagamento de compras reais através de e-mail, isso mesmo, e-mail. Uma das maiores empresa que utiliza o sistema de pagamento via internet, onde você fornece o e-mail e paga suas compras está de olho no mercado brasileiro. Para utilização, é necessário que o e-mail esteja registrado no site da empresa que administra o sistema, que trabalha integrada aos softwares bancários. O sistema de pagamento já é utilizado por consumidores brasileiros, desde que sejam usuários de cartões de crédito internacional.
Particularmente, não duvido do crescimento dessa modalidade de pagamento entre os consumidores digitais, porém a pergunta é... "Como será a quebra de braço entre empresários e administradora do sistema?" Pois conforme a matéria, o sistema tem que oferecer vantagens ao consumidor e ser capaz de compensar o custo no investimento. É bom lembrar que o percentual pago por empresários pelo serviço pode variar de 0,1% a 4,9% do valor da compra. Esperamos que não seja mais uma "vantagem" que o consumidor tem que bancar como já acontece com as taxas dos cartões de crédito, prática conhecida do comércio real, não correspondendo, portanto ao varejo eletrônico. Para conhecer melhor o sistema click AQUI. Vale a pena ler a matéria na íntegra!


Links para esta postagem |

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

Redes Sociais... como usufruir?


Algumas pessoas, estão aderindo as redes sociais pelo simples fato de não estarem dispostos a ficarem de fora da nova "onda" proporcionada pelo ambiente virtual, modismos a parte, mas, é bem verdade que essa ferramenta pode e muito ajudar ou até mesmo prejudicar e pasmem, não é necessário ser um usuário para sentir o amargor do prejuízo ocasionado por redes sociais, mais um motivo para repensarmos nossa opinião e buscarmos conhecer a ferramenta para saber como lidar com mesma.
Os gestores devem estar atentos. Alguns procuram aderir a ferramenta e conseguem atingir os objetivos previstos, outros, se quer conhecem como monitorar o que estão falando sobre sua empresa nas redes sociais, e o fato é que, independente da opinião dos gestores, os ususários que navegam na rede, consumidores de seus produtos ou serviços, realizam comentários positivos ou negativos, comprometendo a imagem de sua empresa.
Recentemente bombou na web o caso locaweb, onde o diretor comercial, corintiano convicto, postou em sua rede social (twitter), comentários ofensivos ao clube patrocinado pela empresa, após a polemica, o diretor se desligou da empresa...
Esta semana foi a vez do Ministério da Saúde, que teve suas metas de vacinação da gripe suína (H1N1), comprometidas por conta de comentários postados em blogs, twitters, orkut e outros.
A FIAT utilizou rede social para a megacampanha de um de seus modelos populares.
A Tecnisa realizou a primeira venda de apartamento através do twitter.
Algumas organizações estão utilizando as redes sociais para contratar profissionais. O que importa é que essas ferramentas surgiram para estreitar os relacionamentos, precisamos conhecê-las melhor, para tornarmos a comunicação mais estratégica, eis algumas sugestões:
Compartilhar vídeos
Criar e gerenciar portfólio
Avalia o relacionamento com as marcas
Postagem de mensagem de voz via site ou celular
Profissões e mercado de trabalho
Aprender outro idioma
Contatos Profissionais
Indicação de Profissionais
Contatos para negócios
Trabalhar no exterior

Você ainda pode monitorar o falam na web sobre sua empresa, seu produto ou serviço através de ferramentas gratuítas ou pagas, uma opção "0800" é o Alerta.



Links para esta postagem |

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

A Pós Graduação em Consultoria Empresarial

A Pós Graduação em Consultoria Empresarial
Respresentando a pós graduação em Consultoria Empresarial de Mossoró os alunos Sérgio, Iêda e Alana

Prata da Casa...

Prata da Casa...
JÚLIO REZENDE... Uma abordagem pertinente para o momento atual: Gestão Integrada - Qualidade, Meio Ambiente e Responsabilidade Social

Um dos momentos em que LUIS HOSANNAH foi apludido de pé

Momento tietagem...

Momento tietagem...
Livro autografado por Faccina

Oportunidade...

Foi inaugurado dia 06/07/2007 o Mossoró West Shopping, uma grande oportunidades para empresários e profissionais da região. Isso é desenvolvimento que requer qualificação de ambas as partes.

O ápice...

O ápice...
LUIS HOSANNAH... levantou a platéia ao abordar Liderança Educadora!

Dicas de leitura...

Dica 1: Os números do agronegócio são impressionantes, uma boa opção de especialização para quem se interessa pelo setor: Comércio varejista; tecnologia e pesquisa; têxtil e vestuário; transporte e armazenamento; atacado e comércio exterior; máquinas, equipamentos e ferramentas; açúcar e álcool; bebidas; leite e derivados; aves e suínos são apenas algumas das opções. Quer saber mais? A edição 895 da revista EXAME trás um anuário EXAME sobre Agronegócio.

Dica 2: A EXAME destaca:
“No Brasil o crescimento da economia cria uma situação dramática: as empresas precisam contratar, mas os desempregados não têm preparo para ocupar os postos.”
Vale salientar, que nesse caso o curso superior não diz muito, se não estiver aliado a uma especialização, segundo idioma ou experiência anterior. Essa é a realidade nacional, você futuro gestor conhece a realidade mossoroensse?
Saiba mais: A revista Você S/A também trata sobre a falta de profissionais qualificados no mercado...
http://vocesa.abril.com.br/edicoes/0108/aberto/informado/mt_235420.shtml

Momentos que não tem preço...

Momentos que não tem preço...
CHIAVENATO abordou: Coaching e Mentoring - As novas ferramentas para construir talentos

CARLOS FACCINA em sua palestra

CARLOS FACCINA em sua palestra
Maravilhoso momento, com colocações a partir de suas experiência como diretor de RH, abordando: O Profiosional Competitivo - razão, emoção e sentimentos na gestão

Você sabe o que é Feng Shui?

Não é religião e nem está ligado a misticismos e crenças. Trata-se de uma técnica milenar chinesa, ou seja , é a arte de harmonização de ambientes.
Há milhares de anos atrás, os antigos chineses, ou sábios e estudiosos, ao observarem a natureza, estabeleceram uma série de pequenas correções que traziam boas energias e vibrações para os ambientes.
Os ambientes de trabalho estão cada vez mais sendo harmonizados, e escritórios, lojas, indústrias entre outros, já buscam “curas” para seus problemas através do Feng Shui.
De modo geral, o Feng Shui chama a atenção para a organização e limpeza da casa ou empresa, criando assim um bom fluxo de energia positiva quando harmoniza cores, tamanhos, formas e disposição de moveis e objetos, orientado a desfazer-se de objetos antigos e sem utilização, pois a desorganização ou falta de funcionamento de algum equipamento ou vazamentos são um verdadeiro desequilíbrio que acarreta estagnação de energia, e se a energia não flui bem, os negócios também não. Saiba mais a respeito, visitando os sites indicados:
www.flexeventos.com.br/detalhe_01.asp?url=emquestao_fengshui.asp

www.casaecia.arq.br/feng_shui.htm

Você conhece o Mercado Ético?

Notícias... CHIAVENATO no Rio Grande do Norte...

Aconteceu nos dias 31/10 (sexta-feira) e 01/11/2008 (sábado) o 2º Congresso de Gestão Empresarial em Natal/RN, o eventou teve como palestrante principal Idalbeto CHIAVENATO que não precisamos mencionar o quanto contribuiu com nosso aprendizado... porém tenho que me render aos outros palestrantes que tornaram o evento um acontecimento ímpar, parabéns aos organizadores (Multipla) e esperamos anciosos o próximo conforme anunciado.
Vale salientar que, CHIAVENATO iniciou a palestra informando sobre sua participação em breve em reunião na PETROBRAS, para tratar de assuntos relacionados aos "talentos" ou falta deles, para trabalharem na mais recente descobreta da organização, o pré-sal.
O evento também contou com Ana Paula Lobão apresentando Case Volkswagem de Comunicação, Carlo sAlberto Miranda abordando: Cultura Organizacional - Unidade e Pluradidade, as influências dos contextos nacionais, Otamar Júnior com Comércio Exterior - Um mundo de Estratégias e Oportunidades, Elizeu Boto - Gerenciando a Inovação em um Mundo Plano - a experiência de projetos da IBM, Nali Barbosa abordando Empregabilidade e Mercado de Trabalho, Wanderley Passarella com Estretégias de Crescimento, Adriano Motta com: A transformação da Gestão Empresarial.

Próxima parada...

A próxima participação será na "I Semana de Engenharia da UFERSA", que acontecerá de 11 à 14 de Novembro de 2008 onde serão ofertados mini cursos com temas variados desde Gestão de Resíduos, Licenciamentos Ambientais, Impactos Ambientais, Perfuração de Poços de Petróleo, Segurança no Trabalho, Ergonomia, Redes Integradas, Engenharia de Custos, Biomassa, Biocombustíveis e Eco negócios, Sustentabilidade, Manutenção na área do petroleo...